Portugal: Um destino privilegiado para o investimento e a inovação

Cenário atual do investimento em Portugal

Lisboa e Porto foram recentemente distinguidas como as Melhores Cidades do Mundo pela TimeOut Worldwide. Este ranking tem como objetivo identificar o Top50 das cidades do mundo que são consideradas as melhores para city breaks – o Porto encontra-se na 10ª posição e Lisboa na 13ª. No entanto, não são apenas as razões turísticas que levam Portugal a ser frequentemente destacado. O país é também uma das opções mais interessantes para o investimento internacional nas mais diversas áreas.

O sector imobiliário costumava liderar a lista de investimentos. Em 2023, esta área registou uma diminuição do investimento, seguindo uma tendência global devido à taxa de inflação, ao aumento dos custos da dívida e outros fatores. No entanto, ainda houve uma “avalanche” de dinheiro de investidores que procuram obter Vistos Gold portugueses, como se pode ler em Portugal Resident.

“Em 2023, muitos investidores simplesmente mudaram da via imobiliária, que tinha sido extinta pelo Governo, para a via de investimento em fundos, onde investem maioritariamente em empresas portuguesas.”

 

Imóveis

Em 2023, o mercado imobiliário português sofreu uma mudança, registando um investimento total de 1,6 mil milhões de euros, o que representa uma diminuição de 50% em relação ao ano anterior. Fatores como as elevadas taxas de inflação, o aumento do custo da dívida e as discrepâncias nas expetativas de preço entre compradores e vendedores contribuíram para este declínio, de acordo com os insights da Savills reportados pela CASASAPO Notícias.

 

Principais destaques:

  • Dados demográficos dos investidores: 54% das transações foram lideradas por investidores nacionais, concentrando-se em ativos de retalho, hotelaria e escritórios.
  • Sectores resilientes: O retalho e a hotelaria tiveram um desempenho superior, com o retalho a registar um aumento notável de 42% no investimento em comparação com 2022.

Origem do capital:

  • Investidores nacionais dominaram, representando 54% das 79 transações.
  • O investimento internacional atingiu 1,1 mil milhões de euros, dirigido principalmente à hotelaria, ao comércio, aos cuidados de saúde e ao alojamento para estudantes.

 

O programa Golden Visa continua a prosperar

Ao contrário do que se especula, o programa Golden Visa de Portugal continua a ser sólido. Em 2023, o fim da via imobiliária pelo Governo levou os investidores a optarem pela via do investimento em fundos, nomeadamente em empresas portuguesas.

 

Principais destaques:

  • Elevada procura: Foram concedidos 352 vistos Gold através da via dos fundos de investimento, num montante de 125 milhões de euros.
  • Aumento do investimento: Os fundos de investimento e as sociedades de capital de risco assistiram a uma “avalanche” de fundos provenientes de investidores que pretendiam obter o Golden Visa português.
  • Impacto significativo: Entre janeiro e setembro, mais de 125 milhões de euros entraram em fundos e VC especializados em empresas portuguesas, um aumento de 45,4% em relação a 2022.

 

Destaques no desenvolvimento de negócios e inovação

O panorama empresarial português tem registado progressos notáveis, reforçando o seu apelo aos investidores internacionais. A AICEP referiu alguns dos factos mais notáveis de Portugal neste contexto:

  1. MSG INSUR:IT: Aumento do investimento no centro de excelência do Porto.
  2. Accenture: Estabeleceu um centro de excelência de Segurança na Nuvem no Porto.
  3. IP Parking: Abertura de um novo gabinete de desenvolvimento em Portugal.
  4. Bosch: Planos de investimento na fábrica de Aveiro.
  5. Vitec: Expansão das suas instalações de I&D no Porto.
  6. BPCE-IT: Expandir a sua equipa em Portugal na Natixis, criando um centro tecnológico com 320 novos postos de trabalho.
  7. BIOrbis: Colaboração com a Universidade Católica.
  8. Bedrock Streaming: Expansão para Portugal com um novo escritório.
  9. Elementis: Apresentação de um novo centro de I&D e de apoio em Portugal.

 

Perspetivas para 2024 e principais desafios

A recuperação do mercado de investimento em 2024 depende da descida das taxas de juro, da estabilização dos indicadores económicos e do aumento da confiança dos investidores. Espera-se que os cortes previstos nas taxas de juro em 2024 conduzam os investidores para estratégias diversificadas, particularmente em segmentos alternativos como a hotelaria e o retalho. Existem 4 desafios principais que se podem antecipar:

  • Incerteza macroeconómica
  • Tensões geopolíticas globais
  • Alterações legislativas e fiscais
  • Instabilidade governamental internacional

 

Apesar destes desafios, prevemos uma estabilização do mercado após as eleições legislativas de 2024. Com mais de 85% do sector atribuído ao investimento estrangeiro na última década, Portugal continua preparado para alavancar os seus pontos fortes e atrair investidores estrangeiros .

E é fácil perceber porquê. Portugal é um país política e socialmente estável, considerado um dos mais seguros do mundo e, por isso, com um dos passaportes mais fortes do mundo.

Por fim, as recentes alterações à lei da nacionalidade, que permitem que o processo de nacionalidade seja submetido cinco anos após a submissão do processo de Golden Visa, serão um aspeto importante este ano para os investidores, que vêm esta caraterística do programa como o principal diferenciador quando comparado com outros programas de Golden Visa.

Para saber mais sobre este assunto, perceber porque e como deve investir em Portugal, não hesite em contactar a nossa equipa de advogados aqui.

 

 

Contacte-nos para saber mais detalhes.

A Lamares, Capela & Associados tem o compromisso de proteger e respeitar a sua privacidade e usaremos as suas informações pessoais apenas para gerir a sua conta e fornecer os produtos e serviços que nos solicitou. Ocasionalmente, gostaríamos de contactá-lo sobre os nossos produtos e serviços e também sobre outros assuntos que possam ser do seu interesse.

Partilhar artigo

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Contacte-nos para saber mais detalhes.

A Lamares, Capela & Associados tem o compromisso de proteger e respeitar a sua privacidade e usaremos as suas informações pessoais apenas para gerir a sua conta e fornecer os produtos e serviços que nos solicitou. Ocasionalmente, gostaríamos de contactá-lo sobre os nossos produtos e serviços e também sobre outros assuntos que possam ser do seu interesse.
Valorizamos a sua privacidade

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação, apresentar anúncios ou conteúdos personalizados e analisar o nosso tráfego. Ao clicar em “Aceitar”, concorda com a utilização de cookies.