Artigo de opinião | Vistos Gold: O Governo falhou?

Criado no final de 2012, o Programa Golden Visa Portugal contemplava o investimento estrangeiro para criação de empresas e consequentemente postos de trabalho. Ao fim de uma década, os dados revelam que esta medida não impulsionou a economia do País ou reduziu a taxa de desemprego.

Diogo Capela, sócio da Lamares, Capela & Associados considera que “se para os portugueses é difícil manterem as suas empresas em atividade durante vários anos, para um investidor de outra nacionalidade que tenha criado uma empresa com o objetivo de obter o Golden Visa, o nível de dificuldade acentua. Além da excessiva carga fiscal, confronta-se com dificuldades como, por exemplo, o acesso ao crédito, as barreiras linguísticas, o interminável processo burocrático nos processos de licenciamento, ou constrangimentos numa legislação laboral excessivamente protecionista em relação aos trabalhadores”.

Leia a opinião de Diogo Capela sobre esta matéria, publicada no dia 12 de janeiro no jornal Observador.

Contacte-nos para saber mais detalhes.

A Lamares, Capela & Associados tem o compromisso de proteger e respeitar a sua privacidade e usaremos as suas informações pessoais apenas para gerir a sua conta e fornecer os produtos e serviços que nos solicitou. Ocasionalmente, gostaríamos de contactá-lo sobre os nossos produtos e serviços e também sobre outros assuntos que possam ser do seu interesse.

Partilhar artigo

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Contacte-nos para saber mais detalhes.

A Lamares, Capela & Associados tem o compromisso de proteger e respeitar a sua privacidade e usaremos as suas informações pessoais apenas para gerir a sua conta e fornecer os produtos e serviços que nos solicitou. Ocasionalmente, gostaríamos de contactá-lo sobre os nossos produtos e serviços e também sobre outros assuntos que possam ser do seu interesse.
Valorizamos a sua privacidade

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação, apresentar anúncios ou conteúdos personalizados e analisar o nosso tráfego. Ao clicar em “Aceitar”, concorda com a utilização de cookies.