Nacionalidade para Neto ou através de Avô Português

nacionalidade portuguesa netos

É possível a atribuição de nacionalidade portuguesa por origem a netos de portugueses que tenham ligação efetiva com a comunidade portuguesa.

Isto significa que, após obter a nacionalidade, estes netos poderão passar a nacionalidade portuguesa para a sua família, nomeadamente cônjuges e filhos.

Os netos de portugueses que obtiveram a nacionalidade portuguesa por naturalização têm, desde junho de 2017, a possibilidade de pedir a “convolação” da sua nacionalidade em atribuição e, assim, passar aos descendentes.

 

Procedimentos prévios?

  • Localizar a certidão de nascimento do ascendente português em segundo grau em Portugal e confirmar que não perdeu a nacionalidade portuguesa.
  • Se o casamento do ascendente português foi celebrado no estrangeiro, é necessário transcrever esse casamento para Portugal para estabelecer a filiação (existem algumas excepções a esta regra).
  • Obter a certidão de nascimento do filho / filha do ascendente português e a certidão de nascimento do Requerente.

 

Quais são as condições da atribuição de nacionalidade a netos?

  1. Provar a ausência de condenação de um crime punível com prisão de um máximo de 3 anos ou mais nos termos da lei portuguesa;
  2. Provar conhecimento suficiente da língua portuguesa;
  3. Provar a ligação efetiva com a comunidade portuguesa.

 

O que é uma ligação efetiva com a comunidade portuguesa?

A ligação é reconhecida pelo Governo se o indivíduo:

  • Residiu legalmente em território português nos três anos imediatamente anteriores ao pedido, se encontre inscrito na administração tributária e no Serviço Nacional de Saúde ou nos serviços regionais de saúde, e comprove frequência escolar em estabelecimentos de ensino no território nacional ou demonstre o conhecimento da língua portuguesa;
  • Residiu legalmente em território português nos cinco anos imediatamente anteriores ao pedido, se encontre inscrito na administração tributária e no Serviço Nacional de Saúde ou nos serviços regionais de saúde.

 

Outras provas podem ser tidas em consideração (embora não seja garantido), por exemplo:

  • Residência legal em território nacional;
  • A deslocação regular a Portugal;
  • Propriedades em seu nome há mais de três anos ou contratos de arrendamento celebrado há mais de três anos, relativos a imóveis localizados em Portugal;
  • A residência ou ligação a uma comunidade histórica portuguesa no estrangeiro;
  • A participação regular (ao longo dos últimos cinco anos) na vida cultural da comunidade portuguesa do país onde resida.

 

Documentos necessários:
(esta é uma lista puramente informativa e indicativa, sujeita a alterações em casos específicos)

Para o processo de atribuição:

  • Certidão de nascimento do ascendente português;
  • Certidão de nascimento do Requerente (esta certidão deve ser uma cópia do livro) – legalizada no Consulado Português ou com Apostila de Haia;
  • Certidão de nascimento do pai ou mãe, que seja descendente direto do cidadão português (esta certidão deve ser uma cópia do livro) – legalizada no Consulado Português ou com Apostila de Haia;
  • Cópia autenticada do passaporte do solicitante – legalizada no Consulado Português ou com Apostila de Haia;
  • Certificado do registo criminal original do país de nascimento e também de todos os países onde o Requerente residiu;
  • Prova de fluência na língua portuguesa através de um destes meios:
    • Certificado de proficiência em português obtido através de um teste administrado na área de jurisdição do Consulado de residência;
    • Certificado académico emitido por um estabelecimento educacional oficial (privado ou cooperativo), legalmente reconhecido em um país oficial de língua portuguesa;
  • Comprovativos de ligação efetiva com a comunidade portuguesa;

 

Caso seja necessário transcrever o casamento do ascendente português para Portugal:

  • Certidão de casamento (inteiro teor) do cidadão português – legalizada no Consulado Português ou com Apotila de Haia;
  • Certidão de nascimento (inteiro teor) do cônjuge do português – legalizada no Consulado de Portugal com o Apostila de Haia.

 

Se quiser saber mais sobre este assunto, não hesite em entrar em contacto com a nossa equipa.

Contacte-nos para saber mais detalhes.

A Lamares, Capela & Associados tem o compromisso de proteger e respeitar a sua privacidade e usaremos as suas informações pessoais apenas para gerir a sua conta e fornecer os produtos e serviços que nos solicitou. Ocasionalmente, gostaríamos de contactá-lo sobre os nossos produtos e serviços e também sobre outros assuntos que possam ser do seu interesse.

Partilhar artigo

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Contacte-nos para saber mais detalhes.

A Lamares, Capela & Associados tem o compromisso de proteger e respeitar a sua privacidade e usaremos as suas informações pessoais apenas para gerir a sua conta e fornecer os produtos e serviços que nos solicitou. Ocasionalmente, gostaríamos de contactá-lo sobre os nossos produtos e serviços e também sobre outros assuntos que possam ser do seu interesse.
Valorizamos a sua privacidade

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação, apresentar anúncios ou conteúdos personalizados e analisar o nosso tráfego. Ao clicar em “Aceitar”, concorda com a utilização de cookies.